tamanho da letra : imprimir

Travel Journal

SAUDADE DA CHAPADA DOS VEADEIROS

A jornalista e empresária Maria Christina Souza Queirós Alvarenga conta por que quem vai para lá sempre quer voltar

“Adoro fazer viagens que juntam caminhada e natureza. Depois de já ter ido à Chapada Diamantina, achei que seria ótima ideia conhecer a Chapada dos Veadeiros, porque fazia tempo que ouvia as pessoas comentarem maravilhas sobre essa viagem. Escolhi o feriado de Páscoa para passar lá os quatro dias na companhia da minha filha Isabel, que tem 20 anos e gosta desse tipo de experiência.
A Chapada dos Veadeiros tem uma paisagem linda e é um lugar bastante singelo. O vilarejo de São Jorge, onde fiquei hospedada, tem três ruas na horizontal e oito na vertical. A pousada em que me hospedei é simples, tem um belo jardim e chalés confortáveis. Mas quem precisa de mais? Afinal, uma pessoa que escolhe um destino como esse não está em busca do luxo convencional. Quer mais é desvendar as belezas naturais. E isso lá tem de sobra.
Nunca vi nem mergulhei em cachoeiras tão bonitas como as de Veadeiros, o que para mim, que estou acostumada com viagens assim, foi bem surpreendente. O que eu mais amei é que, além de as quedas-d’água serem fortes, elas não são tão frias – coisa que, em outros lugares, como a Chapada Diamantina, sempre me desencoraja a dar aquele mergulho prolongado. Mas ali, não. Tomei vários banhos e deixei que as águas fizessem aquela deliciosa massagem que espanta todo o estresse que a gente carrega em função da correria do dia a dia.
O ponto alto da viagem é a caminhada dentro do Parque dos Veadeiros. Ela é puxada, porque são 12 quilômetros, mas vale porque o lugar é muito bonito – e, para mim, que costumo andar cerca de 8 quilômetros por dia em São Paulo, foi tudo bem.
Todos os passeios são acompanhados por um guia local, muito atencioso e que pode nos tirar as dúvidas e contar curiosidades sobre os lugares por onde vamos passando.
Foi uma experiência tão legal que já estou me programando para voltar lá. Essa é uma viagem daquelas que quando a gente volta, sente saudade e quer repetir.”

Quem leva
Auroraeco Viagens: auroraeco.com.br

Comentários


Deixe um comentário




O comentário não representa a opinião da revista Host&Travel; a responsabilidade é do autor da mensagem