tamanho da letra : imprimir
Destaque – Praia do Rosa

Rosa o ano inteiro

Baía ao sul de Florianópolis, eleita uma das mais belas do mundo, atrai pela natureza, pousadas confortáveis e alto astral

Jackie trabalhava como representante comercial de uma grife de roupas em Porto Alegre. Vivia o dia todo de shopping em shopping, de loja em loja na cidade grande. Fernanda, sua conterrânea gaúcha, era proprietária de uma fábrica de roupas, também sempre se deslocando para lá e para cá. Por coincidência, as duas eram clientes uma da outra. Enrique não ficava para trás, também levava vida agitada. Diretor de uma indústria plástica em Buenos Aires, acordava cedo para enfrentar diariamente o mercado internacional de exportações.

Entre os três, um fator comum: o surfe. Casadas com surfistas, Jackie Biazus e Fernanda Kalil sempre acompanharam os maridos, Cezar Pegoraro, o Bocão, e Carlos Frederico Behrends, em busca das melhores ondas. Enrique, por sua vez, encarava a fronteira e vinha aproveitar o mar brasileiro com a prancha na bagagem. Hoje, cada um deles é dono de um hotel na Praia do Rosa, 70 quilômetros ao sul de Florianópolis, famosa por acolher amantes da natureza e surfistas durante todo o ano.

A praia batizada em homenagem a Dorvino Rosa, pescador da região, antigo dono de muitas terras por lá, desde o início dos anos 1970 sempre teve no surfe e nas belezas naturais seu principal atrativo. “Em 1968, estava indo de férias ao Rio de Janeiro com alguns amigos. No meio do caminho, resolvemos descer a Serra Imbituba em busca de ondas. O mar estava muito agitado e, por indicação dos pescadores, viemos parar na Praia do Rosa. Foi ótimo. Voltei muitos anos depois com minha esposa e não paramos mais de vir. Em 1987, compramos um terreno que abrigava um antigo engenho de mandioca. Reformamos, passamos a morar aqui e em 1993 inauguramos a pousada. Este ano é a nossa 17ª temporada e não quero mais ir embora. Estou muito feliz”, afirma Enrique Alfredo Litman, proprietário do Ecoresort Vida Sol e Mar, com seu sotaque portenho.


Turistas ficam a postos para registrar a aparição das baleias francas e seus filhotes, personagens comuns entre julho e novembro

A história de certa maneira se repete. Cansados da correria e falta de qualidade de vida na metrópole, Jackie e Bocão, atraídos pelas ondas e natureza exuberante, mudaram-se de vez para o Rosa e há 15 anos administram a Quinta do Bucanero, um dos hotéis requintados do destino. “Vínhamos desde meados dos anos 1970. Quando resolvemos nos estabelecer aqui, a hotelaria estava começando, fizemos muita coisa no instinto e fomos crescendo e recebendo reconhecimento. Este lugar já nos deu tanto, o mínimo que fazemos é cuidar bem dele”, diz Jackie.



Batizada em homenagem ao pescador Dorvino Rosa, a praia que atrai surfistas e amantes da natureza desde a década de 1970 hoje se destaca no cenário nacional

Heloisa Pastore Gondim, médica, é uma dessas turistas. Pela segunda vez consecutiva, passou o réveillon no lugar e não tem do que reclamar. “Fui a uma festa uma vez e uma das minhas amigas já tinha ido seis anos seguidos no ano novo para lá, esse último foi o sétimo. O Rosa é muito bonito, as pessoas são animadas. Ficamos em uma pousada com cozinha coletiva, uma casinha ao lado da outra. A gente conhecia o pessoal já ali, antes de ir para a areia. Recomendo e se pudesse voltava todo ano”, afirma a paulistana.



#I2# Gastronomia #I1# Refúgio do Pescador Rústico e charmoso, é o restaurante da Hospedaria das Brisas. Eleito o melhor em frutos do mar da região, tem ambiente aconchegante, mesas ao ar livre, MPB, jazz e bossa-nova na trilha sonora e iluminação de velas. (48) 3355-6020.



#I1# Quinta do Bucanero Integrante do Roteiro de Charme, a Quinta conta com 10 apartamentos cuidadosamente decorados. Internet gratuita, sala de jogos, piscina com jacuzzi e o Clube Bucanero, com spa e academia, unem-se ao caprichado restaurante para bem-receber o hóspede. www.bucanero.com.br e (48) 3355-6056.


Comentários


Deixe um comentário




O comentário não representa a opinião da revista Host&Travel; a responsabilidade é do autor da mensagem