tamanho da letra : imprimir

Descobrindo a América

Panamá: você precisa descobrir essa maravilha

Praias banhadas pelo azul cristalino do Caribe, habitat de plantas e muitos bichos tropicais, uma capital moderna… Bem-vindo a esse país que tem tudo de bom para receber você. Incluindo El Otro Lado, um retreat em Portobelo para você passar dias tranquilos em meio à bela paisagem

O Panamá tem a maior floresta tropical do Hemisfério Ocidental fora da Bacia Amazônica. Abriga várias ilhas e praias banhadas pelo azul-turquesa cristalino do Caribe. E é morada de um enorme conjunto de plantas tropicais, animais e pássaros, alguns deles não encontrados em nenhum outro lugar do mundo. Somente essas características já seriam suficientes para que fosse um reconhecido destino de viagem. Estranhamente, durante anos o país ficou mais conhecido por seu célebre canal. Um desperdício. Isso porque estamos falando de um país vibrante, com paisagens deslumbrantes e uma ótima infraestrutura para receber muito bem seus visitantes, que encontram ali um clima de verão o ano todo – as médias registradas na Cidade do Panamá são de 30 °C.
A capital do país é uma metrópole movimentada, com muitas árvores, e reúne história e contemporaneidade. No centro da cidade, você pode conferir modernos edifícios envidraçados ocupando as avenidas largas. Na área do Panamá Viejo, o cenário é diferente: lá estão os antigos e belos casarões de pedra. Em Casco Antiguo, as ruelas são um convite para fazer uma caminhada e admirar com calma construções da época colonial.

UM POUCO DE HISTÓRIA
A história do Panamá é bastante curiosa. O país conseguiu sua independência da Colômbia com a ajuda dos Estados Unidos, que, em 1904, assumiram as obras do Canal do Panamá e, em contrapartida, dividiram a administração dele, que foi inaugurado em 1914. O objetivo dessa obra iniciada pelos franceses em 1881 era conectar o Oceano Atlântico ao Pacífico para facilitar o comércio marítimo internacional. Apenas em 1999 o país retomou sua soberania; só então o Panamá passou a ter controle absoluto sobre seu Canal e sua receita. Sua rota é muito importante para transporte de cargas, fazendo com que os navios que passam por suas águas economizem tempo e dinheiro, por não precisarem dar a volta no extremo sul do continente.
Atualmente, o Panamá é o país mais internacionalizado da América Latina, segundo o Índice de Globalização das Nações Unidas. O dólar é sua moeda corrente, o inglês é comumente falado nas ruas.
Entre as atrações, o Panamá dispõe das águas mornas e transparentes do Mar do Caribe, paraíso dos mergulhadores, de cruzeiros luxuosos e dos esportes aquáticos.
As praias do Caribe têm as areias mais brancas e os resorts mais procurados do país. Portobelo e Isla Grande são as mais famosas. A mais procurada para o surfe é Santa Catalina.
A pouco mais de 80 quilômetros do Atlântico – ou uma hora de distância – é possível chegar até a costa do Pacífico, onde o mar revolto tanto agrada aos surfistas.
Além de admirar a natureza exuberante, você poderá fazer compras em lojas duty free, fazer um passeio em uma ferrovia do século 19 e, claro, visitar o Canal do Panamá, obra de engenharia que impressiona tanto pela extensão quanto pelo seu mecanismo de funcionamento.

EL OTRO LADO
Um destino que precisa estar no seu roteiro é Portobelo, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. A região, que já foi destino cobiçado pelos piratas, é, atualmente, o paraíso almejado por quem deseja passar dias tranquilos em harmonia com a verdejante reserva tropical. Se na época colonial a região era ponto estratégico para o escoamento das riquezas extraídas da América do Sul para a Coroa espanhola, hoje em dia um de seus maiores tesouros atende por El Otro Lado Private Retreat, hospedagem exclusiva à beira-mar recoberta pela floresta do Parque Nacional de Portobelo.
Localizado na costa norte do istmo do Panamá e situado exatamente do lado oposto (ou seja, do “outro lado”) da vila de Portobelo, esse é o lugar ideal para relaxar e curtir a natureza.
A exuberância natural que cerca El Otro Lado, a 130 quilômetros da capital, encanta. Nesse recanto mágico, o design e a decoração foram cuidadosamente integrados ao conceito de luxo, mas sem ostentação.
A piscina de borda infinita com vista para o mar é o melhor lugar para você curtir na hora de calor intenso. Na Sala de Massagem “Com Sentimentos” os hóspedes recebem tratamentos aromáticos que ajudam a carregar as energias depois de um dia de diversão.
A gastronomia do El Otro é um capítulo à parte. Os chefs elaboram menus diários com ênfase na culinária caribenha e influências mediterrâneas e orientais. Privilegiam produtos orgânicos tropicais nativos, com refrescantes variações de ceviche, a onipresente banana em inesperadas e deliciosas versões e, claro, o brilho sem igual dos frutos do mar. Há opção por menus vegetarianos, veganos e sem glúten.
Você pode se hospedar em uma das vilas ou bangalôs, cada um com seu estilo e decoração próprios, todos extremamente confortáveis. Forest House é um chalé com 65 metros quadrados, com suíte, varanda e sala de estar independentes, com vista para o mar. Ele fica próximo a uma cachoeira que emite aquele delicioso som que ajuda a gente a relaxar. A Sun House está dentro da mata. A partir das varandas você pode avistar a beleza da baía. Spirit House fica debruçada sobre o mar. É o típico “pé na areia”, com duas suítes e uma arejada sala de estar. Todos os ambientes estão integrados a uma varanda de onde se avista a baía.
A Casa Grande é uma estrutura que possui área comum no térreo e ainda três outros quartos independentes no andar superior. Embaixo estão a sala de estar, um bar e espaços para refeições. Na parte de cima, duas das suítes acomodam dois adultos e duas crianças ou adolescentes, enquanto a outra tem duas camas de solteiro.
A equipe de funcionários conta com nativos que, por conhecerem bem a área, podem ajudá-lo a fazer passeios muito bacanas e exclusivos. Caminhadas na exuberante floresta tropical, passeios de caiaque, mergulhos no mar e pesca são ótimas opções para você se conectar com a esplêndida natureza.
Para momentos de relaxamento, basta escolher uma das maravilhosas praias desertas: La Huerta, Puerto Frances e Playa Blanca são paradisíacas e você vai adorar. Ou ainda entregar-se a um dos deliciosos tratamentos do SPA.
Vale a pena reservar parte do seu tempo para andar sem pressa pela charmosa Portobelo. A cidade tem muita história para contar e sua arquitetura colonial de antes do século 17 foi declarada Patrimônio Mundial pela Unesco. Entre os destaques estão os fortes de San Jeronimo e Santiago de La Gloria. Fora isso, há muitas atrações culturais.
Além de ser um paraíso na Terra, El Otro Lado mantém um trabalho de inclusão social, resgate e valorização da cultura nativa, a Fundação Portobelo. Grupo musical, oficinas de carpintaria e festivais de danças folclóricas, além da Casa da Cultura Congo, que conta com uma galeria dedicada a artigos artesanais vendidos dentro do conceito de fair-trade, fazem parte desse projeto que você vai curtir conhecer.
Uma verdadeira fonte de experiências inesquecíveis, El Otro Lado transporta você até um lugar de sonho em um ambiente harmonioso e equilibrado com todas as comodidades da vida moderna. Complicado vai ser sair de lá sem ficar com saudade. 

Quem leva
Auroraeco Viagens
www.auroraeco.com.br

Comentários


Deixe um comentário




O comentário não representa a opinião da revista Host&Travel; a responsabilidade é do autor da mensagem