tamanho da letra : imprimir
Boletim cidade de São Paulo

Turistas com necessidades especiais têm atendimento diferenciado em São Paulo

São Paulo Turismo capacita atendentes das Centrais de Informação Turística em curso de linguagem de sinais e ainda treina guias de turismo para auxiliar pessoas com deficiência

Segundo o último Censo, realizado no Brasil em 2000 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 14,5% da população brasileira tem alguma deficiência ou mobilidade reduzida. Pensando na inclusão social desse público, sejam moradores ou turistas, a São Paulo Turismo – empresa de promoção turística e eventos da cidade – está promovendo a qualificação de profissionais com a finalidade de melhorar o atendimento às pessoas com necessidades especiais.

Aproveitando o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, comemorado no dia 21 de setembro, teve início na semana anterior um curso de Libras – Linguagem Brasileira de Sinais – para todos os atendentes das Centrais de Informação Turística (CITs). Ministrado pela Associação Amigos Metroviários Excepcionais (AME), o curso aborda temas que ajudarão a tornar os atendentes aptos a se comunicarem com as pessoas que apresentam problemas de surdez em vários graus.

Com duração de 60 horas divididas em duas partes, o primeiro módulo possui um conteúdo básico, com aprendizado do alfabeto manual, os números, calendário e situações cotidianas, além de cumprimentos e gestos de cortesia. Já na segunda metade do curso, que vai até o dia 14 de novembro, o programa privilegia aspectos práticos da atividade turística, tais como orientações sobre bairros da cidade, opções de lazer e hospedagem, principais pontos turísticos, serviços públicos e ainda orientações sobre transporte e compras, entre outros.

“Estamos descobrindo um universo novo de informações, inclusive a respeito das deficiências, e este é um ganho, profissional e pessoal, muito grande. Outro dia dois atendentes estavam treinando e uma moça com deficiência auditiva se aproximou e começou a fazer os sinais. Informamos que estávamos em fase de aprendizado, mas já foi possível a comunicação. A moça elogiou bastante a iniciativa!”, relata uma das supervisoras das CITs, Mirella Ribeiro. “Em Guarulhos, já atendemos uma turista brasileira que mora no Japão e conseguimos utilizar alguns sinais aprendidos em aula”, comemora Daniela Moura, também supervisora das CITs.

Ainda dentro do conceito de inclusão social, durante o projeto CapaCidade, programa de capacitação turística promovido pela SPTuris para profissionais de receptivo da cidade, os guias de turismo estão recebendo uma “oficina de sensibilização” na qual são apresentadas as características de vários tipos de deficiência e as melhores maneiras de atender e ajudar os turistas que as possuem. E no próximo módulo acontecerá um workshop com a presença de pessoas com deficiência que vão dividir com os guias suas experiências e transmitir a eles dicas de aspectos práticos do dia-a-dia.

Além dos guias, a equipe da Coordenadoria de Projetos Turísticos da SPTuris participou no início do mês de setembro do curso “Educação Continuada e Certificação em Acessibilidade”, ministrado pela Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida. O curso tem foco no conhecimento das regras de acessibilidade em vias públicas e em edificações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), vivência de contato direto com os equipamentos auxiliares e familiarização com software de avaliação de acessibilidade. O objetivo da participação é ir a campo para a realização de um inventário de acessibilidade dos equipamentos turísticos, com conseqüente proposição de soluções aos órgãos, empresas e entidades responsáveis.

“Uma cidade como São Paulo, que recebe mais de 10 milhões de turistas por ano e que é referência em áreas como negócios, artes, gastronomia, tecnologia, conhecimento e, principalmente, diversidade, deve estar com seus profissionais de turismo sempre em processo de aprimoramento para receber bem todos os visitantes que aqui chegam”, diz o presidente da SPTuris, Caio Luiz de Carvalho.

#I1# Para mais informações sobre o turismo em São Paulo, visite www.cidadedesaopaulo.com.

#I2# Este publieditorial foi criado especialmente para a revista Host


A torre do edifício Altino Arantes proporciona uma vista panorâmica de pontos turísticos como o Mercado Municipal e a Praça da Sé Crédito: Ely Hayasaka

A torre do edifício Altino Arantes proporciona uma vista panorâmica de pontos turísticos como o Mercado Municipal e a Praça da Sé



O recém-inaugurado Museu do Futebol Crédito: Caio Pimenta

O recém-inaugurado Museu do Futebol



Vista aérea do Parque do Ibirapuera Crédito: Ely Hayasaka

Vista aérea do Parque do Ibirapuera



Capacitação em Libras para os atendentes das Centrais de Informações Turísticas Crédito: Rodrigo Sutão

Capacitação em Libras para os atendentes das Centrais de Informações Turísticas


Comentários


Deixe um comentário




O comentário não representa a opinião da revista Host&Travel; a responsabilidade é do autor da mensagem